sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

Mais do que olhar (II)...

Vinhos do mundo a copo e almoço às 4 da tarde num pub vazio; subir ao Meridiano de Greenwich e "tocar" o ponto 0, onde alguém um dia convencionou que começa o Mundo; descobrir Little Venice e cumprir a tradição de atravessar a Tower Bridge a pé; croque-madame e beinets with salted caramel como ritual de boa sorte, de ação de graças, de qualquer coisa que se quer manter intocável. Enfrentar o vento gelado que trazia a promessa de ver a cidade coberta de branco pela primeira vez, e sentir uma excitação infantil com os primeiros flocos de neve, diluídos na noite para minha desilusão. Talvez para a próxima. Haverá mais Londres.











Sem comentários:

Enviar um comentário