segunda-feira, 28 de setembro de 2015

(Não tarda muito está a pedir t-shirts com caveiras...)

Peter Pan vai sorrateiro para um canto da cozinha, vira-se de costas para nós (sabe bem que vai fazer asneira...), e começa a riscar os braços todos com canetas de feltro. Quando se dá por satisfeito com o lindo serviço, vem ter connosco e mostra os braços cheio de orgulho.
- Quando eu fôr grande vou fazer mais tatuagens nos braços, nos dedos, nos sovacos (sim, ele riscou o sovaco to-do...) e nos ombros....
- Oh filho, nos ombros só se escreveres "Amor de Mãe"!!!

(e acabaram-se as idas a concentrações motards...)

domingo, 27 de setembro de 2015

Despedir-me do verão

Quando o cheiro bom a bolo acabado de sair do forno e uma caneca de chá quente sabem a aconchego de final de tarde.


terça-feira, 22 de setembro de 2015

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Fascinar(-me) (II)

Durante muitos anos disse à boca cheia que a melhor coisa que o Porto tinha era a placa que indicada A1 Sul. Durante muitos anos andei enganada...








sábado, 19 de setembro de 2015

Criar (VI)

A inspiração:


O resultado:



(Já só falta forrar 68 cabides....)

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

terça-feira, 15 de setembro de 2015

terça-feira, 8 de setembro de 2015

Encher-me de orgulho (II)

Acabei de ouvir o meu filho a cantar esta canção. Toda. Assim do nada, sem aviso prévio, empoleirado no seu banco de madeira ("não é banco, mãe, é escadote") em frente ao espelho da casa de banho. Com um sorriso meio envergonhado na cara, ao ver os meus olhos esbugalhados e o meu ar de mãe que se vai derreter toda de tanto orgulho babado.
Hoje o meu filho cantou a sua primeira canção completa. E eu fiquei sem palavras...


segunda-feira, 7 de setembro de 2015

sexta-feira, 4 de setembro de 2015